botao manager

Precisamos falar sobre a série E!

Acomodem-se meus amigos cracudos, porque precisamos ter uma conversa sobre a série E!

Historicamente a ultima divisão sempre é a que tem mais problemas de todo o Craque Digital. Inúmeras vezes há times que ficam sem técnico no decorrer do campeonato, os elencos são os mais inferiores, os clubes são de 2° ou mesmo de 3° escalão do futebol mundial, poucos tem estádio próprio no FIFA, ou até mesmo um uniforme bonito para jogar. São os primeiros a se enfrentarem, e consequentemente, eliminados nas Copas. Os que menos possuem vagas nos torneios europeus e que conseguem menos reputação em cada partida. Isso tudo pode afetar a motivação dos técnicos, não dando a devida seriedade nos jogos e assim, infelizmente, acaba por comprometer o campeonato como um todo.

Mas na atual temporada esses problemas são irrelevantes.

A série E conquistou o coração daqueles que lá pertencem, e também dos demais treinadores de outras divisões. Conversas sempre amistosas, piadas e brincadeiras, rivalidades sadias, muito bom humor. Esse é o clima da atual série E! A divisão mais querida do Craque Digital. Lugar onde muitos inciam a sua caminhada aqui, e onde amizades foram formadas.

Talvez por conta disso, vimos o técnico Victor Brenke sair da elite direto pra cá. Nossos amigos Magno e Lucas Filardi, que pouco tempo ficaram por aqui, reconheceram que o clima que existe na série E é realmente diferenciado.

A divisão conta com belos personagens:

  • Temos o homem que acaba de se revelar um artista gráfico de primeira: Guth – CSKA
  • O menino das estatísticas, que adora comer batata e fazer scouts: Charlinho – Stoke
  • O pequeno grande homem de 2,5 metros de altura que pertence ao lado negro da força: Targino – Borussia Monchg (desisto)…. Negro.
  • O cara mais doente ousado de toda história do Craque, que só queria ser feliz:  Brenke – PSV
  • Um rapaz de futebol sempre alegre, mas dono de um humor tanto quanto instável: Fioti – Southampton
  • O caçula da galera: Don – OM
  • O cara que é muito difícil de encontrar, assim como os passes errados nas partidas do Ajax: Bruno – Hoffenhein
  • E como todo grupo, há também aqueles que são mais reservados, como o Osvaldo – R. Sociedad e Alisson – Villarreal

Na noite de ontem tivemos um grande clássico. Southampton X Borussia Negro. O jogo que impactou a vida dos 4 primeiros clubes da tabela.

Pela primeira vez houve uma pequena ação de publicidade do confronto. Contamos com a incrível arte do nosso amigo Guth, além da transmissão ao vivo e (pasmem) com comentários tão bons quanto o jogo em si (Brenke, Cone e Molledo). Com muitas visualizações, a peleja teve mais audiência que os jogos da Roma (quando o Nainggolan está suspenso, claro). Adversários secando e torcendo, treinadores que nada tem a ver com o confronto, ou que o resultado não interferiu na vida seus clubes, também prestigiaram o evento. Isso só foi possível graças ao excelente clima de amizade e fair play da série E. Confira como foi:

 

Esse jogo despertou uma pequena reflexão que gostaria de compartilhar com vocês. Por isso  “Precisamos conversar sobre a série E“ foi o título que escolhi para esta matéria.

O Craque Digital, acima de tudo, é uma ferramenta de entretenimento. Muitas vezes ele acaba ocupando um espaço grande na vida de cada um de nós, e até ai tudo bem, isso não é nenhum problema. Sei que muitos, assim como eu, ficam apreensivos no trabalho, faculdade, ou mesmo com a família, pensando no jogo decisivo que vai ocorrer mais tarde. Qual jogador vai contratar e como vai fazer para conseguir trazer aquele jogador predileto pro time. Ficamos abalados com as derrotas dolorosas, e radiantes com uma vitória importante. O Craque acaba afetando a vida real sem a gente se dar conta. Guardadas as devidas proporções, de uma forma até um pouco semelhante ao que o nosso clube do coração faz. O problema é quando isso leva a coisas desagradáveis, com discussões irrelevantes e xingamentos gratuitos, contaminando o grupo e deixando o entretenimento de lado para virar algo desprezível.

A série E de hoje, serve como uma inspiração para as outras divisões, e principalmente para o grupo principal. Todos se dão bem com todos, ou no mínimo, não há rusgas. Os jogos acontecem com seriedade e ao mesmo tempo com diversão, como no super duelo mencionado acima. Na E o Craque Digital consegue ser perfeito na sua principal missão, na sua essência de existir.  Ele é um puta entretenimento divertido pra c@ralh*!!!

 

Jornalismo Craque Digital – Luca Bueno

Créditos ao Guth pelas imagens sensacionais.

 

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.